5 pratos que não deveriam existir

Pela primeira vez, deu certo de participarmos dos temas do ROTAROOTS. E fomos direto nos 5 PRATOS PARA QUEBRAR EM 2014.

Como a proposta do tema lá é falar de mudanças, de novas metas, buscando o que é legal e deixando pra trás o que não nos acrescenta, vamos listar, com bom humor, os nossos 5 PRATOS QUE PODERÍAMOS ESQUECER EM 2014:

 

1. Inception Food

Pão de spaghetti: que ideia maluca é essa?
Pão de spaghetti: que ideia maluca é essa?

Só com essa seção de comida dentro de comida já lacraríamos nosso post. Porque, cá entre nós, há uma razão plausível para criar uma “Pizza de Strogonoff“, além da zoeira de ver as pessoas tentando comer um recheio que escorrega da massa, coberto de batata palha?

Além dessa, temos o clássico pastel de pizza, que se diferencia do pastel de bauru pela presença do orégano (pelo menos nas feiras daqui), mas nada, realmente NADA se compara ao chopp de vinho! Qual é a absurda razão que faz uma pessoa pegar um vinho suave de péssima qualidade e servi-lo na pressão?

 

2. Torre de chopp

por que torre de chopp?
Coloque a pet de 2 litros, um suporte de água mineral e encha de cerveja quente!

E já que estamos falando de ~chopp~, tentamos entender os por quês de se colocar 5 litros de cerveja dentro de um tubo de plástico com torneira e levá-lo pra uma mesa de praça de alimentação, onde a bebida vai esquentar e ser mal servida, causando má impressão em todos que passam ao redor.

Não conseguimos achar motivo plausível, nem mesmo a economia com relação a cervejas de garrafa.

 

3. Cerveja de milho

cerveja de milho
Quando quero suco de milho vou na Geleia Real!

Quando, às vezes, me perguntam “Tiago, qual a melhor cerveja que existe?” eu sempre prefiro responder que é aquela que você gosta. Porque, realmente, o que me agrada pode não te agradar (e isso já rolou, como na vez que indiquei a um amigo que mal conhecia cervejas, que bebesse a Vixnu. Para mim, essa Imperial IPA é deliciosa, mas ele odiou. Com razão).

Mas já que podemos abusar neste post, não há por que as cervejarias usarem cereais não-maltados na produção das cervejas. As que estamos acostumados a beber aqui no Brasil levam bastante milho. A Bud, leva arroz.

Então, já que não abastecemos o carro em postos clandestinos, por que beber cerveja que não é cerveja?

 

4. X-Tudo

Pizzaria bate papo
Nham!

Nós sabemos bem que todo bairro ou cidade tem aquela lanchonete/trailer/carrinho que conquista a clientela com os sanduíches gigantes, lotados de ingredientes, feitos praticamente juntos na mesma chapa. E que costumam ser deliciosos! haha

Mas por que pegar o cardápio de 50 itens, fritá-los e encaixá-los todos no mesmo lanche, apertado na prensa pra que caiba na boca, onde não se distinguem os sabores?

Hamburger + filé de frango + calabresa + bacon + ovo frito + presunto + milho + ervilha + purê + batata palha + tomate + alface + maionese + catchup + mostarda + mussarela derretida e catupiry, pra valer o X no nome!
E uma mea culpa: morro de vontade de conhecer a Pizzaria Batepapo! hahaha

 

5. Qualquer prato gourmet

raio gourmetizador
Com o raio gourmetizador, a tapioca se transforma em…

Um dos motivos do Gourmet de Araque existir é a vontade de resgatar os bons momentos em volta da mesa, em casa com amigos e família, com comida de verdade.

E a moda recente de colocar gourmet em tudo é uma grande bobagem, porque segue o caminho contrário, como se a delícia de um prato estivesse no fato dele ser caro e servido em pequenas porções, com nariz empinado e voz empolada, falando petit gateau petit gateau petit gateau.

Brigadeiro gourmet não passa de um brigadeiro comum feito com chocolate dos frades ao invés de Toddy; Hamburger gourmet é só o hamburger feito da forma correta e não comprado congelado em caixas enormes; Cupcake é só um bolinho que passou pelo salão de beleza. E outros exemplos abundam, do boteco ao food truck.

 

Quer dar mais exemplos de pratos que não precisariam existir? Comente aqui no site lá em nossa fanpage!